Visita às ruínas de uma antiga fazenda de escravos do séc. XVIII. É possível ter uma ideia de como os escravos viviam e perceber como as construções ainda eram feitas com conchas de areia e gordura de baleia. O acesso é por meio de uma caminhada por dentro da mata com nível grande de dificuldade. Mas, vale a pena. As ruínas foram descobertas através de imagens de satélite. A definir mais duas atrações antes ou depois da visita ao sítio. Uma opção é conhecer a fábrica dos famosos picolés da Rochinha, com sabores bem diferenciados como coco queimado, cupuaçu, milho verde e o amarena (espécie de cereja italiana). Outra opção é ir até a cachoeira do Ribeirão de Itu, também com difícil acesso.

legenda_2018_sem preco.jpg
numeradas_2018.jpg
formas de pagamentos_2018_Sem preco.jpg
contato_2018.jpg